Fique por dentro das formas de golpe no empréstimo consignado. Saiba como se prevenir delas e o que fazer caso tenha caído na fraude.

Com o avanço da tecnologia, aumentaram também o número de fraudes financeiras, e o golpe do empréstimo consignado é um que está fazendo vítimas todos os dias.

Até porque, os idosos são menos adaptados com a tecnologia, e consequentemente mais suscetíveis a cair em golpes tanto nas redes sociais, quanto em mensageiros como o WhatsApp.

E a isca mais usada pelos golpistas é o empréstimo consignado. E para que você não se torne a próxima vítima, separamos neste artigo tudo o que você precisa saber sobre esse tipo de fraude financeira, vem com a gente!

O que é o empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é uma modalidade de crédito popular no Brasil, caracterizada pelo desconto direto das parcelas do empréstimo do salário, aposentadoria ou pensão.

Esta característica oferece maior segurança às instituições financeiras, pois reduz o risco de inadimplência, permitindo, muitas vezes, a oferta de taxas de juros mais baixas.

As parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento ou do benefício, e a duração do empréstimo não pode exceder 84 meses (sete anos)​​​​​​​​​​.

Esta modalidade de crédito é particularmente atrativa para os bancos e financeiras, pois a garantia de pagamento, assegurada pelo desconto automático, permite-lhes oferecer condições mais favoráveis aos tomadores de empréstimo.

No entanto, pela necessidade de se existir uma previsibilidade de recebimento, no Brasil o empréstimo consignado INSS está disponível para funcionários públicos, aposentados e pensionistas do INSS, salvo algumas exceções.

Por ser uma modalidade bastante popular, é comum que muitos golpistas se aproveitem dessa situação para tentar enganar quem está precisando de dinheiro.

Como funciona o golpe do empréstimo consignado?

Os golpistas costumam agir normalmente da mesma maneira: entrar em contato com a vítima se passando de representante de uma instituição financeira com uma proposta altamente vantajosa. Os canais de comunicação geralmente são:

  1. ligação;
  2. WhatsApp;
  3. e-mail.

Golpes por ligação

Nesse caso, os golpistas ligam para a vítima se passando por um representante da instituição financeira com uma proposta bastante atraente, com uma taxa de juros bem reduzida, próxima de zero.

Se a pessoa se mostra interessada, então ele pede alguns dados como CPF, nome completo, endereço e outras informações sensíveis. Depois pede um depósito antecipado que seria referente a taxa de abertura de crédito.

Então quando a pessoa paga, o golpista desaparece, e o valor que foi depositado pela vítima dificilmente é recuperado, ou consegue ser rastreado.

Golpes por WhatsApp

Pelo WhatsApp a lógica do golpe do consignado é semelhante ao da ligação. Só que em algumas situações os fraudadores podem ir ainda mais longe e se passar por supostos funcionários do INSS.

Nesse caso, eles pedem alguns dados pessoais e bancários da vítima e depois usam essas informações para abrir contas fraudulentas e até mesmo conseguir cartões de crédito e empréstimos como se fossem a vítima.

Veja também: Tem como cancelar um PIX? Veja quando é possível e o que é preciso fazer 

Golpes por e-mail

Há situações também em que os golpistas criam um site falso no intuito de enganar as pessoas. Nesse caso, eles mandam um e-mail também bastante atraente com links que levam a esse site.

No e-mail eles usam gatilhos mentais e outros recursos do neuromarketing a fim de fazer a vítima não ter muito tempo para pensar, e agir rapidamente para obter empréstimos: como “tempo esgotando”, “a última oportunidade” e por aí vai.

Em vista desse aumento na quantidade de golpes, é preciso ficar cada vez mais atento para se proteger e evitar ser uma das vítimas dos fraudadores.

Como evitar o golpe do empréstimo consignado?

Há muitas maneiras de se evitar cair no golpe do empréstimo consignado ou da falsa portabilidade, abaixo vamos falar sobre cada uma das ações que você pode adotar para não se tornar mais uma vítima.

Desconfie de propostas muito vantajosas

Já ouviu aquele ditado que diz: “quando a esmola é demais, o santo desconfia?”, pois é, adote-o sempre. Lembre-se que não existe milagre, e quando a oferta for muito vantajosa, um empréstimo com juros baixos, procure mais informações sobre ela.

Pergunte para o suposto representante qual é a instituição que ele representa e diga que você vai pensar e depois entrará em contato. Mesmo que ele insista que essa é a última chance, não faça nenhum tipo de negócio.

Empréstimos não precisam de pagamento antecipado

Quem precisa de dinheiro jamais tem que depositar qualquer valor antecipado. Portanto, mesmo uma Taxa de Abertura de Crédito (TAC) só é descontada por um banco depois que o empréstimo foi liberado.

Então, em hipótese alguma deposite qualquer valor antecipado. Se o suposto agente da instituição financeira pedir qualquer valor para você, pule fora, pois é golpe.

O INSS não liga e nem manda mensagens

Entenda que o INSS não liga para nenhum cliente, nem tampouco manda mensagens. Qualquer tipo de alteração no sistema precisa ser feito presencialmente.

Portanto, seja SMS, e-mail, ou ligação, qualquer tipo de contato que você receber se passando por um agente do INSS, desconfie, pois inevitavelmente é um golpe.

O INSS não oferece crédito

Outro ponto que é importante destacar é que o INSS paga o seu benefício ou aposentadoria, e autoriza uma instituição financeira a debitar o valor caso você faça um empréstimo, mas ele não oferece crédito.

Portanto, se você receber o contato de alguém se passando por um funcionário do INSS e oferecendo empréstimo consignado a uma condição muito vantajosa, desconfie fortemente. Pois, o INSS não faz empréstimo.

Cuidado na saída do banco

Ainda que os golpistas estejam usando mais os meios digitais para aplicar seus golpes, ainda é preciso ter um grande cuidado na saída do banco.

Afinal, há muitos deles que oferecem ajuda para idosos, seja para atravessar a rua ou até mesmo no caixa eletrônico. Portanto, nunca aceite a ajuda de um estranho se você estiver saindo de um banco, pois a chance de um golpe é alta.

Nunca passe informações pessoais

Seja por telefone, e-mail, WhatsApp ou qualquer outro tipo de canal de comunicação, jamais passe informações pessoais. Até porque agentes bancários ou do INSS não vão solicitar essas informações para você.

Se alguém entrar em contato pedindo alguma informação, diga que você não sabe e que vai retornar ao banco. Essa é a melhor maneira de evitar ser vítima de um golpe do empréstimo consignado para aposentados.

Não compartilhe seu login e senha

Existem informações pessoais que não devem ser compartilhadas com ninguém. As principais delas são o seu login e senha do banco e do próprio aplicativo do INSS.

Nesse sentido, se alguém se passar por um agente bancário ou do INSS solicitando o seu login e senha, jamais passe. Desligue o telefone, bloqueie o contato ou feche o e-mail na hora, pois você está diante de um golpista.

Não clique em links desconhecidos

Mesmo que você não faça nenhuma compra, só o fato de clicar em um link desconhecido pode comprometer os seus dados sensíveis e o golpista pode usá-los para fazer compras em seu nome, ou até mesmo se passar por você em outros golpes.

Portanto, sempre que aparecer um link nas suas redes sociais, ou mandar um link via WhatsApp para você, desconfie e não clique. Acesse sempre os canais oficiais por app ou pelo site que você deseja.

Caí no golpe do empréstimo consignado: e agora?

Com as dicas que demos, você consegue evitar de cair em golpes, mas se você já caiu, como proceder nessa situação? Bem, nesse caso você precisa:

  • registrar sua reclamação on-line;
  • bloquear a contratação de crédito no app Meu INSS;
  • fazer um Boletim de Ocorrência.

Registrar sua reclamação on-line

Se você foi vítima de um golpe e tomaram um empréstimo consignado em seu nome, a primeira ação que você precisa adotar é procurar imediatamente a instituição financeira que fez a liberação do dinheiro.

Feito isso, você precisa acessar o site consumidor.gov.br e registrar a sua reclamação on-line para deixar claro que não foi você quem fez aquele determinado empréstimo.

Bloquear a contratação de crédito no app Meu INSS

Se você é aposentado, ou pensionista do INSS, você pode entrar no app Meu INSS, ou então no site da Previdência Social e solicitar o bloqueio de contratação de operações de crédito para evitar fraude do empréstimo consignado.

Também é possível entrar em contato pela Central 135 que funciona das 7h às 22h de segunda a sábado, não sendo necessário comparecer a nenhuma unidade do INSS.

Fazer um Boletim de Ocorrência

Caso você tenha sido vítima e passado informações pessoais aos golpistas, é crucial registrar um Boletim de Ocorrência e comunicar imediatamente todos os órgãos envolvidos como o INSS e o banco que você recebe o benefício.

Conclusão

Como podemos ver ao longo deste artigo, o golpe do consignado é mais comum do que imaginamos, e por isso é preciso ter uma atenção redobrada para não se tornar uma vítima.

Portanto, quando alguém se passar por um agente oferecendo empréstimo consignado Caixa, empréstimo consignado Itaú, empréstimo consignado Bradesco ou qualquer outro banco, desconfie.

Sempre opte por entrar em contato diretamente com a instituição financeira, ou ir até a agência bancária na qual você tem conta para saber se realmente foi alguém de lá que ligou oferecendo o empréstimo.

Em nenhum momento informe seus dados, e nem passe informações como número do seu CPF ou login e senha, pois nenhum agente bancário vai solicitar essas informações.

Com esses cuidados você evita cair no golpe do empréstimo consignado. Gostou do artigo? Então acesse o blog do Acordo Certo e confira outras matérias como essa!

FAQ: Perguntas frequentes

Como é feito o golpe do consignado?

O golpe do empréstimo consignado é aplicado em pessoas que são elegíveis para esse tipo de operação de crédito, e normalmente acontece com um agente se passando por uma pessoa do banco oferecendo um empréstimo com condições imperdíveis.

Como funciona o golpe do falso empréstimo?

Geralmente uma pessoa entra em contato por telefone, e-mail ou WhatsApp se passando por um agente bancário oferecendo o empréstimo, mas para tomá-lo, a vítima precisa depositar um dinheiro antecipadamente, e então o golpista some com o dinheiro.

O que fazer depois que cair no golpe do empréstimo?

Uma vez que você tenha sido vítima do golpe do empréstimo consignado, o primeiro passo é entrar em contato com a instituição financeira que fez o empréstimo, fazer uma queixa no site do Procon e um Boletim de Ocorrência na delegacia.

Como evitar o golpe do empréstimo consignado?

Para evitar cair em golpe do empréstimo consignado é crucial não passar suas informações pessoais para ninguém, não clicar em links desconhecidos, e sempre desconfiar de ofertas que parecem ser atraentes demais.

Onde denunciar golpes de consignado?

A denúncia pode ser feita no site consumidor.gov.br, na instituição financeira que liberou o crédito e também via Boletim de Ocorrência em uma delegacia de polícia, ou até mesmo de forma on-line.

É preciso pagar alguma taxa para liberar o empréstimo?

Nenhuma instituição financeira solicita uma taxa antecipada para liberar o empréstimo. Portanto, quando alguém oferecer um crédito e falar que você precisa pagar uma taxa antecipada, sempre desconfie, pois possivelmente é um golpe.

Esse conteúdo foi útil?