Precauções ao ter seus documentos na internet

Você já postou ou enviou uma selfie mostrando seu RG, CNH, cartão de crédito, CPF, ou algum outro documento que contém seus dados? Se já, saiba que isso pode ser bastante perigoso, pois dessa forma você pode expor seus dados a qualquer pessoa e ser vítima de um golpe aplicado com seus dados.

 

Lei também:

Recebeu algum link no WhatsApp? Cuidado! Pode ser golpe

Cuidados com golpes e fraudes na internet durante a pandemia

 

Os cibercriminosos aplicam golpes em seu nome por meio destas selfies, podendo clonar seus documentos ou utilizar seus dados.

 

Mas é possível não ser mais uma vítima! é preciso atenção, cuidado e principalmente saber como estão sendo aplicados esses golpes para não cair neles.

 

Aqui no site Consumidor Positivo vamos mostrar os principais meios que os criminosos usam para que você envie uma selfie mostrando seus documentos.

 

E, claro, se mesmo assim você for uma vítima, o que deve fazer.

 

Golpe da selfie

Um dos canais utilizados para capturar sua selfie segurando um documento é o e-mail. Os criminosos enviam uma mensagem por este canal se passando por um banco ou uma empresa de pagamentos, por exemplo.

 

Outros usam também mensagens por WhatsApp, Messenger, Facebook e Instagram. O jeito de aplicar o golpe costuma ser o mesmo: dizem que por medida de segurança você deve confirmar sua identidade clicando num link.

 

Aí você é direcionado a um formulário para ser preenchido com seus dados pessoais (nome, endereço, telefone).

Por fim, solicitam que você faça um upload de uma selfie segurando um documento de identidade. O documento tem de estar bem visível, exigem eles.

 

Sabendo disso, sempre que pedirem a você uma selfie com um documento, tenha certeza pra quem você está enviando. E se pergunte por que estão te pedindo esta selfie antes de clicar em qualquer link. Vale aquela regra: se algo estiver estranho, desconfie!

 

Afinal, se você já tem conta no banco e a movimenta, não teria por que fazer a confirmação de sua identidade, né? Nem mesmo com o pretexto de “segurança adicional”.

 

Como perceber que é um golpe

Se o pedido para preencher a ficha e enviar a selfie for feito por e-mail, veja se há erros gramaticais, de ortografia e frases incompletas.

 

Ainda, os e-mails de golpistas podem se parecer com o de um banco, administradora de cartão ou financeira. Mas sempre tem uma letra, número ou palavra diferente do original.

 

Nunca clique no link recebido. Veja o nome da empresa e digite a página dela em sua URL para confirmar se o endereço on-line é igual.

 

Outro detalhe a observar é sobre a urgência para que você acesse o formulário e envie a selfie. Normalmente os cibercriminosos estabelecem tempo para te forçar a ir para o link rapidamente. Uma das estratégias é dizer que o link expira em 12 ou 24 horas. Se você acessar rapidamente, estará correndo risco. O tempo é uma tática para que você aja sem pensar.

 

 

O que fazem com os dados

Com todas as suas informações pessoais mais a selfie com seu documento, os criminosos têm a possiblidade de abrir contas bancárias, solicitar cartão de crédito, fazem assinatura de telefonia celular (até compram aparelhos caríssimos), fazer crediário, pedir empréstimos, financiar carros e outros bens.

Tudo em seu nome. Você pode ficar sabendo que seus dados foram usados em golpes apenas quando seu nome parar nos cadastros de restrições porque nada foi pago.

 

Enviei a selfie. E agora?

Se você perceber após enviar a selfie que foi vítima de golpistas, o primeiro passo é abrir um Boletim de Ocorrência numa delegacia de polícia.

 

Na sequência, tentar descobrir em quais empresas seus dados foram utilizados e avisá-las que seu nome foi usado para a prática de golpes. Se for uma conta corrente, peça ao banco para que ela seja fechada imediatamente. Solicite o cancelamento do cartão de crédito e da linha telefônica solicitados pelos golpistas.

 

É fundamental ter o Boletim de Ocorrência para fazer estas comunicações.

Por fim, registre um alerta no SOS Documentos e Cheques da Boa Vista. Nós mandamos um alerta ao mercado que suas informações podem estar sendo utilizadas por golpistas.

 

Como se proteger

Uma dica bem interessante é acompanhar seu Cadastro Positivo na Boa Vista. Isso porque, cartão de crédito, empréstimos e financiamentos em seu nome aparecem ali. Ver também seu CPF, pra conferir se não há uma dívida em seu nome.

 

Assim, se você fizer consultas periodicamente e encontrar nos seus dados um banco, cartão ou financiamento e empréstimos que não forem feitos por você, pode tomar providências mais rápido.

 

Outa possibilidade é assinar o Radar Pessoal da Boa Vista. Os três primeiros meses são gratuitos!

Você vai ser informado quase que em tempo real se seu CPF está sendo consultado. Afinal, no RG também tem o número do CPF, que irá aparecer na selfie.

 

 

Gostou deste conteúdo? Você pode saber muito mais sobre finanças, Score, Cadastro Positivo e como não cair em golpes aqui no site Consumidor Positivo. Confira nosso conteúdo e aprenda dicas valiosíssimas para que tenha uma vida financeira mais saudável!

 

Mais

Comentários