Dicas para quem quer sair do vermelho e viver numa Boa

Se entre seus planos está sair do vermelho e ficar numa Boa com as finanças, a Boa Vista tem dicas para conseguir este feito.

Antes de procurar a empresa credora para tentar a renegociação dos débitos, é fundamental saber como está seu orçamento doméstico. 

Para calcular o que entra e o que sai no caixa de sua família, baixe a “Cartilha do Orçamento Doméstico”, e comece a fazer as contas e a planejar financeiramente o futuro.

1 – Primeiros passos

Feito o orçamento doméstico, veja se há alguma sobra de dinheiro para pagar os débitos em atraso. 

Se todo o dinheiro que entra já está comprometido, reveja as despesas mensais e analise o que pode ser cortado. 

O ideal é que as despesas fixas comprometam menos que 70% do orçamento mensal. 

As despesas fixas são aquelas que chegam todo mês em casa, como conta de luz, água, escola, aluguel, alimentação (incluindo supermercado e comer for de casa), saúde e transporte.

2- Consulta de débito

Você sabe o tamanho da sua dívida? Ou seja, sabe o quanto deve e para quais empresas deve? Para que possa responder com certeza a essas perguntas acesse a Consulta de Débito aqui mesmo no nosso Portal. 

Com um cadastro simples e rápido você consegue identificar o tamanho da sua dívida e ainda consultar o seu score (pontuação de crédito).  Clique aqui e faça a sua consulta!

Com essas informações você pode então negociar diretamente com o credor, sem qualquer tipo de intermediário. 

Lembre-se: da mesma forma que está buscando uma opção para sair do vermelho o credor também está interessado em receber. 

3- Será que minha dívida caducou?

Não é porque se passaram cinco anos do vencimento da dívida que ela simplesmente desaparece. 

Este prazo é determinado pelo artigo 43 do Código de Defesa do Consumidor para que o CPF permaneça na base de dados do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

Depois desse tempo, a dívida não fica mais visível, mas ainda existe e pode continuar a ser cobrada pelo credor.

4- O que é prescrição de dívida?

Prescrição é a perda do direito de a empresa exigir na Justiça a cobrança da dívida. 

Caso o credor tenha ingressado com ação de cobrança, o prazo de prescrição começa a ser contado novamente.

Todos as dívidas têm um prazo de prescrição, conforme determina o Código Civil (artigo 206). 

As dívidas decorrentes da falta de pagamento de boletos bancários, cartão de crédito, financiamentos e plano de saúde, por exemplo, além de contas de serviços públicos, como água, luz e telefone, prescrevem cinco anos após a data de vencimento.

Com as dicas da Boa Vista é possível sair do vermelho renegociando as dívidas com planejamento financeiro e ficar numa Boa! 

Confira as nossas dicas, curta a nossa página no Facebook e aproveite a vida!

Posts relacionados

Por quanto tempo guardar contas pagas?

Aquela gaveta cheia de comprovantes de pagamentos de contas pode ser esvaziada uma vez por ano! Como e quando fazer isso? A Boa Vista vai te explicar! Contas de serviços As de água, energia elétrica, gás e telefone podem ser jogadas fora a partir do momento em que a empresa encaminhar a declaração anual de…

Como economizar no supermercado

As compras do mês pesam no bolso? Você não está sozinho! A Boa Vista começa hoje o 1º artigo da série: “Como economizar no supermercado”, dicas da Boa para você ir às compras do mês sem prejudicar seu orçamento.   Defina um limite no orçamento doméstico Determine um valor máximo para as compras de supermercado…

Como vai funcionar o novo Cadastro Positivo e o que você ganha com isso.

O que é o Cadastro Positivo É um banco de dados que registra o histórico de pagamento dos consumidores, o que inclui as contas do dia a dia como água, luz e telefone. A lei existe desde 2011 e entrou em vigor em 2013, mas exigia que o consumidor fosse atrás de se cadastrar para…