Você sabe quanto pesam as contas básicas no seu orçamento?

Manter o orçamento doméstico sob controle é um desafio para muitos brasileiros. Só as contas básicas, como supermercado, energia elétrica, água e aluguel consomem quase todo o rendimento mensal de uma parcela considerável da população.  

Então, é preciso ter um olhar atento ao peso que as contas básicas têm no orçamento doméstico e, se possível, tentar reduzi-las. 

Para que isso seja possível, a Boa Vista  algumas dicas do que olhar para ter uma sobra de dinheiro, como administrar as finanças domésticas e como reduzir as despesas básicas. Vamos lá! 

Regra 50-30-20 

Quem nunca ouviu falar desta regra pode começar a usá-la a partir de agora. Ela ajuda na orientação dos gastos domésticos e a saber qual gasto está estourando o orçamento. E mais: ajuda a alinhar os seus gastos com os seus objetivos. 

Para usar a regra 50-30-20, basta dividir suas despesas em três categorias e designar para cada uma parcela de seus ganhos:  

  • Necessidades: 50% da sua renda devem ser dedicados às despesas de sobrevivência, incluindo moradia, alimentação, transporte, contas de água, luz, telefone, plano de saúde,escola, etc.Ou seja, tudo o que você precisa no seu dia a dia; 
  • Desejos pessoais: 30% da sua renda devem ser usados para gastos que não são tão essenciais no momento, mas estão relacionados ao seu estilo de vida, como cinema, viagens, comer em restaurantes, lazer, diversão, academia, compras e cuidadospessoais,etc; 
  • Prioridades financeiras: 20% do que você ganha devem ser destinados para metas financeiras, ou seja, pagamentos de dívidas, poupança, reserva financeira, investimentos.

Ajuste seu orçamento 

Após usar a regra 50-30-20 em sua planilha de orçamento doméstico, provavelmente terá de fazer adequações. Se superar a meta da regra em uma das categorias, é hora de cortar o que for possível.  

Você pode começar a cortar itens de “desejos pessoais” se considerar que eles não são tão essenciais como o pagamento de dívidas, comprar comida, pagar contas básicas. 

Mas é possível também ajustar as contas de “necessidades”, principalmente se ultrapassarem o teto dos 50. 

Como fazer isso? Veja as dicas: 

Conta de luz 

  • Disciplina em casa: para reduzir os custos com contas de água, luz, todos da casa devem assumir o papel de redução do consumo.  
  • Energia elétrica: os educadores financeiros mostram ações simples que podem fazer a diferença dentro de casa, como aproveitar mais a luz natural e abrir menos vezes a geladeira.  
  • Banhos rápidos podem reduzir bastante a conta de luz (e de água), visto que o chuveiro elétrico é um dos maiores vilões.  
  • Lave roupas em dias mais secos, o que evita depender menos de secadores elétricos. 
  • Deixe o termostato da geladeira na função adequada da estação, isso porque temperatura baixa demais sem necessidade traz mais gasto. 
  • Passe mais roupas de uma vez só. Ligar uma única vez o ferro e passar uma grande quantidade de peças é mais econômico do que ligar repetidas vezes. Isso porque o aquecimento da resistência do ferro é gradativo e demorado. 

Gás de cozinha 

  • Evite vazamentos e troque a mangueira do gás dentro do prazo de validade. 
  • Use panelas proporcionais à boca do fogão, o contrário provoca desperdício de gás.  
  • Use mais a panela de pressão, uma aliada da economia de gás. 
  • Atenção à cor da chama no fogão. Ela deve ser azulada. A amarela indica que os queimadores estão desregulados e soltam mais gás do que o necessário. 
  • Otimize o uso do forno. Quando for assar algo, procure incluir mais de um prato na mesma leva.  

 Água 

  • Tome banhos rápidos. Banhos de 10 minutos são suficientes para garantir a higiene pessoal.  
  • Feche o chuveiro sempre que possível. 
  • Feche bem a torneira, principalmente, na hora de fazer a barba ou enquanto escova os dentes.  
  • Detecte vazamentos invisíveis. Caso sua conta de água tenha aumentado de maneira drástica e misteriosa, pode ser consequência de vazamento invisível. 
  • Use a descarga com consciência e opte pelas ecológicas com duplo acionamento.  
  • A caixa d’água deve ficar sempre tampada e em local arejado para diminuir a evaporação da água. 
  • Reutilize. Você pode captar do ar-condicionado, da máquina de lavar, do banho, banheira do bebê, das chuvas, etc e usar para lavar o carro, aguar as plantas, banhar o cachorro, etc. 
  • Coloque redutor de vazão em torneiras e chuveiros. Você pode gastar até 50% menos de água. 

Para mais informações e dicas de Educação Financeira e Orçamento Doméstico siga a Boa Vista no Facebook e acesse o site consumidorpostivo.com.br 

Mais

Comentários