Mesada inteligente: crianças virando craques em lidar com o dinheiro

Educação Financeira é fundamental para formar adultos que lidam bem com dinheiro. Saber quando e como falar disso com as crianças pode fazer toda diferença.

A Boa Vista ajuda você a ensinar os pequenos a lidar com o dinheiro de forma simples e inteligente.

 

1. Por que dar mesada?

A mesada pode ensinar crianças a usarem melhor o dinheiro. Você pode aproveitar o momento para fazer com que os filhos experimentem algumas situações da vida adulta, como por exemplo, poupar para comprar algo que custa mais do que o dinheiro que eles têm no bolso.

 

2. Como começar a dar mesada?

Converse com seus filhos e explique claramente quais são as regras para o recebimento da mesada e qual o valor. É importante dizer que a mesada é para coisas como um brinquedo, figurinhas, cinema etc., não para custos que são obrigação dos pais.

 

3. Como definir o valor?

É importante que o valor esteja adequado à realidade da família. Não vale dar uma mesada com base no que o coleguinha da escola dos seus filhos recebe. Ah! Não esqueça que a mesada não deve ser usada para compras básicas da criança como alimentação, transporte, material escolar etc.

 

4. Estimule bom comportamento

Você pode combinar comportamentos da criança que diminuam ou aumentem (se couber no seu orçamento, claro) o valor final da mesada. Por exemplo: reclamou para ir à escola, perde R$ 1,00 da mesada. Ajudou o irmãozinho com a lição, ganha R$ 0,50 a mais.

 

5. Estimule a pouparem

Estimule as crianças a guardarem uma parte do que ganham. Explique que o valor poderá ser usado no futuro para realizar um sonho, como um brinquedo mais caro ou algo muito desejado.

 

6. Idade ideal

A partir dos 6 anos de idade, a mesada pode ser iniciada com periodicidade semanal, a chamada semanada, pois nesta idade as crianças ainda têm dificuldades com um horizonte maior de tempo. Antes dessa idade, você pode eventualmente dar um valor para que os pequeninos se familiarizem com o dinheiro e entendam de onde ele vem. Entre 8 e 10 anos, pode ser a cada 15 dias. Daí em diante pode-se evoluir para a mesada. O melhor é fixar uma data para o pagamento: todo dia 10 de cada mês, por exemplo.

 

Atenção

Lembre-se de anotar o valor da mesada na sua lista de despesas. Clique aqui para baixar um modelo de planilha de orçamento doméstico que pode ser sua aliada na hora de controlar o dinheiro da família.

Seguindo essas dicas, você ajudará seus pequenos a terem uma boa relação com o dinheiro. Isso pode fazer muita diferença para eles no futuro!

Para receber mais dicas desse tipo, curta nossa página no Facebook!

Posts relacionados

Mesada Inteligente: regras claras ajudam na gestão do dinheiro

Sabemos que ensinar as crianças e adolescentes a serem mais disciplinados e a darem valor ao dinheiro não é tarefa fácil. Não existe fórmula mágica, mas algumas atitudes podem ajudar nesse processo e tornar as regras mais claras e simples para todos, descomplicando a mesada. A dica da Boa é fazer da mesada um jogo…

Educação financeira na infância = adultos conscientes

Cuidar do dinheiro não deve ser um assunto delicado ou chato entre as crianças. Elas precisam entender, desde pequenas, que o caminho para realizar alguns sonhos é usar o dinheiro da forma certa, aprendendo a poupar e investir. Mas como falar com as crianças de uma forma divertida e simples?

Mesada inteligente: crianças virando craques em lidar com o dinheiro

Educação Financeira é fundamental para formar adultos que lidam bem com dinheiro. Por isso, falar disso com as crianças pode fazer toda diferença.