Material Escolar: dicas para comprar sem prejudicar seu orçamento

Janeiro chegou e com ele a lista de material escolar dos pequenos. É preciso conferir o orçamento, conversar com as crianças e explicar de forma realista o impacto da compra do material no orçamento da família.

Para ajudar você na hora de ir às compras de material escolar, preparamos algumas dicas da Boa para você economizar. Confira!

  1. Pesquise

Antes de ir às compras, pesquise com antecedência os preços. Hoje é possível fazer a pesquisa sem sair de casa na internet em diversos sites ou aplicativos para celular.

 

  1. Reutilize

Antes de jogar todos os materiais e uniformes do ano anterior no lixo, veja o que pode ser reutilizado. No caso do uniforme e livros, é possível aproveitar o uniforme do filho(a) mais velho no mais novo, ou até mesmo, se você fizer parte de grupos de pais da escola, há sempre a procura por itens seminovos com preço que cabe no bolso.

 

  1. Compre no atacado

Lojas que vendem no atacado costumam ter preços mais baixos, veja o que é possível comprar dessa forma. São itens com prazo de validade longo ou que serão muito usados durante o ano (lápis, borrachas, canetas, etc). Uma boa opção é ir às compras no atacado com outros pais e dividir os itens entre as crianças.

 

  1. Compre com antecedência

Não deixe para comprar o material nas últimas semanas, antecipe as compras. Assim, você poderá pesquisar preços e opções com mais tranquilidade e evitar lojas lotadas nas últimas semanas de férias escolares.

 

  1. Substitua itens

Avalie os itens da lista e veja o que pode ser substituído por uma opção mais em conta. Além disso, se possível, converse na reunião de pais sobre a necessidade dos itens pedidos: alguns podem não ser essenciais ou estar em quantidades desnecessárias. Assim, a escola pode reavaliar a lista para os anos seguintes.

 

  1. Envolva as crianças

Muitas vezes, os filhos se encantam com produtos mais caros, como a mochila do personagem ou o estojo do super-herói. Busque alternativas mais em conta para alguns dos produtos desejados, mas em vez de simplesmente negar o desejo da criança, explique como funciona o orçamento familiar. Assim ela aprende a economizar, o que é um conhecimento muito importante, certo?

 

  1. Negocie condições

Pechinchar pode fazer a diferença ao final da compra, negocie condições de pagamento. Se for comprar à vista, veja a possibilidade de um percentual de desconto. Já se a opção for parcelar, fique atento se há juros e tente negociar.

 

  1. Siga a lista

Vá às compras com a lista em mãos e evite comprar itens que não estão na lista, como aquela canetinha especial ou caixa de lápis de cor com número de cores superior ao solicitado.

 

  1. Preserve os materiais

Converse com as crianças sobre a importância de cuidar do material. Lembre-os da importância de evitar desperdícios e gastos com itens escolares no meio do ano. Uma dica útil é encapar os cadernos e livros para que eles durem mais.

 

Com essas dicas, comprar o material escolar será mais tranquilo e o orçamento continuará numa Boa! Confira nossa cartilha de educação financeira infantil, curta a nossa página no Facebook e aproveite a vida!

Posts relacionados

Educação financeira para crianças

Você pode ajudar suas crianças a serem adultos com habilidade para cuidar do dinheiro. Todos sabem a diferença que esse conhecimento faz na vida de uma pessoa, ne? Confira o que a Boa Vista já fez para ajudar você com essa importante tarefa: Cartilha de Educação Financeira Infantil Baixe aqui uma cartilha completa com tudo…

Mude pequenos hábitos e veja a diferença no fim das contas

Às vezes você fica com a sensação que seu dinheiro “voou” e você nem viu? Isso é porque estamos acostumados a fazer pequenos gastos que, somados, acabam pesando no orçamento do fim do mês. Confira dicas da Boa para mudar alguns desses hábitos, reduzindo essas pequenas despesas que vão “roendo” suas contas: Lista de compras…

Nome limpo para realizar sonhos

Quem tem o nome limpo, tem crédito. E crédito é algo mais valioso do que dinheiro, pois dá condições de sonhar com a casa própria, o carro novo, celular, roupa nova, aquela viagem tão desejada… Mas muitos consumidores acabam não conseguindo manter o nome limpo, seja por ter “emprestado” o nome (cartão ou o cheque),…