Dicas da Boa Vista para ensinar a criança a poupar

Quem disse que Educação Financeira é coisa de adulto? Os pequenos também podem e devem aprender a poupar a partir do momento em que passam a entender o valor do dinheiro. E a semana do Dia da Criança pode ser a época perfeita para os pais iniciarem esse aprendizado com eles.

Para ajudar os pais nessa missão, a Boa Vista dá alguns toques de como ensinar à criança algumas lições de forma divertida e simples. Confira!

Abordagem divertida

Procure usar formas divertidas de falar com as crianças sobre dinheiro e poupança. Conte fábulas infantis, como “A cigarra e a formiga” para explicar o quanto é importante ter uma reserva financeira para os momentos mais difíceis.

Vá com ele comprar um cofrinho para guardar o dinheiro. Ao escolher, prefira os que são transparentes, assim a criança consegue visualizar quanto já têm de dinheiro guardado.

De onde vem o dinheiro?

As crianças, principalmente as menores, não têm noção de onde vem o dinheiro. Para elas, basta passar o cartão ou apertar um botão de aplicativo e tudo está resolvido (quem dera fosse assim, né?).

Por isso, é preciso explicar, de uma maneira que elas entendam, que o pai e a mãe recebem um salário todo mês porque trabalharam por isso, e que o dinheiro não é infinito.

Para que elas entendam que é preciso trabalhar para ter dinheiro, uma boa dica é dar pequenos valores de recompensa por elas fazerem tarefas domésticas, como pôr a mesa. Assim, irão associar essas tarefas a um pagamento.

Mas é preciso ter bom senso nessa hora! Isso tem de ser feito de forma divertida, para que a criança não associe o que é obrigação dela, como fazer a lição de casa ou se comportar bem, com a troca de dinheiro.

Objetivo de poupança

Poupar com um objetivo em mente é sempre melhor, e isso também vale para as crianças.

Então, defina com elas qual será o objetivo da poupança, faça um cálculo de quanto precisará guardar e quanto tempo levará para ter o valor. Aproveite para mostrar que quanto mais poupar, mais rápido poderá realizar seu sonho.

Se a criança tiver mais de um desejo, tenha um cofrinho para cada sonho, e peça para a criança fazer um desenho do objetivo daquele dinheiro. Vá marcando com ela, mês a mês, quanto tempo e quanto dinheiro ainda precisa colocar ali para comprar o que deseja.

Dependendo da idade da criança, mostre a ela que ter uma reserva financeira poderá ser bom para imprevistos, como consertar a tela do celular ou comprar um novo controle do videogame.

O que fazer com a mesada

Defina com a criança o valor que ele receberá por semana ou mês de mesada e o que ela fará com aquele dinheiro. Deixá-lo que decida ajuda a se tornar financeiramente responsável.

Mas não deixe de lembrá-la de não gastar tudo de uma vez. Uma parte deve ser sempre poupada.

Caro e barato

Um dos conceitos a ser ensinado às crianças é sobre o preço das coisas. Mostre a elas que um mesmo produto pode ter preços diferentes. Se ela pesquisar, poderá fazer a compra gastando menos dinheiro e, com isso, além de ter o que deseja, poderá guardar o que sobrou.

Ainda, o pequeno aprenderá que comprar por impulso não irá fazer bem ao seu bolso e dará mais valor ao que comprou.

O exemplo da família

Você costuma comprar por impulso? Se costuma, é bom começar a mudar. Pouco adianta passar noções de poupança e educação financeira aos filhos se você compra tudo o que vê pela frente. Lembre-se que as crianças seguem o exemplo dos pais!

Ao ir ao shopping com os pequenos para fazer compras, aproveite para ensinar prioridades e comparativo de preços.

Clique aqui e baixe a Cartilha de Educação Financeira Infantil da Boa Vista para o seu filho. Com ela, a criança aprende diversas maneiras de poupar de um jeito simples e divertido. É de graça!

Para mais informações e dicas de Educação Financeira e Orçamento Doméstico siga a Boa Vista no Facebook!

Mais

Comentários