Dia das Crianças: aproveite a data pra ensinar o valor do dinheiro às crianças

A Boa Vista Consumidor Positivo tem um olhar especial para as crianças pois é desde cedo que se deve aprender a economizar, não é mesmo? Por isso a gente tem materiais com dicas e orientações de educação financeira que ajudam os pais a ensiná-las sobre o valor do dinheiro.

Leia também:

Dicas de economia, finanças e renda em tempos de coronavírus

Você sabe quanto pesam as contas básicas no seu orçamento?

Orçamento apertado? Confira essas dicas para organizar as finanças

 

Eles estão disponíveis no site Consumidor Positivo e você pode acessá-los quando quiser, de graça! Um dos últimos publicados propõem brincadeiras para ensinar aos pequenos como lidar com o dinheiro em várias situações. Ótimo para este momento de quarentena.

Outra publicação é a “Cartilha Educação Financeira Infantil”, que ensina à criançada o que é educação financeira de um jeito fácil, partindo da ideia de onde vem o dinheiro.

Dê o exemplo

Não adianta falar e não dar o exemplo, hein! Afinal, eles querem copiar tudo dos mais velhos, e os pais são os modelos.

Portanto, não dá para falar em poupança para as crianças se no cotidiano os adultos se endividam o tempo todo. Somos espelhos para alguém que está começando a descobrir o valor do dinheiro. Se gastamos muito e sem planejamento, como eles vão aprender a guardar?

Dinheiro não dá em árvore!

Ensinar os pequenos que a compra das coisas exige dinheiro e que ele não cai do céu, tampouco nasce em árvore, e, sim, é fruto do seu trabalho e tempo, com certeza os ajudará a entender de onde ele vem.

Estipular uma mesada e ajudá-los a decidir como eles podem usar o dinheiro é uma forma de mostrar às crianças que dinheiro tem limite. Assim, elas aprendem a controlar seus “ganhos” mensais.

 Poupar pode ser bom

Com a mesada, é possível ainda ensinar os pequenos que não devem gastar tudo o que recebem. Assim, terão dinheiro para comprar algo maior lá na frente ou mesmo ter uma reserva para, caso os pais não consigam dar dinheiro num determinado mês, por exemplo.

Cofre ajuda na poupança

Entregar para a criança um cofre é uma ótima oportunidade para que ela guarde seu dinheiro para realizar algum sonho futuro. Além dos 50% da mesada que devem ir para o cofre, ela pode colocar nele as moedas que estão espalhadas pela casa, o dinheiro que ganhou dos avós, madrinhas e padrinhos e a sobra do que não foi gasto no mês anterior.

Defina com ela uma data para abrirem juntos o cofre e, até lá, deixe como tarefa pensar no que fará com suas economias.

Ensine a comparar preços

Quando chegar o dia de usar o dinheiro poupado é o momento de uma nova lição: ensinar eles a pesquisarem preços.

Isso ajuda a educá-los de que não se deve comprar impulsivamente, e que pesquisa de preço faz parte do planejamento e também contribui para poupar!

Mais

Comentários