Trocar a dívida cara por empréstimo consignado pode aliviar nos juros

Trocar a dívida cara por empréstimo consignado pode ser uma boa solução para você que está tentando sair dessa situação de sempre sobrar dívidas no fim do mês e ver a bola de neve da dívida só crescer a cada 30 dias.

Leia também:

Você sabe se seu nome está sujo? Empréstimo com garantia: opção pra conseguir dinheiro com juros baixos Tudo que você precisa saber sobre PIX

Saiba que as dívidas mais caras são aquelas que têm as taxas de juros mais altas e não, necessariamente, a de valores mais altos. Entre elas, além do cartão de crédito e do cheque especial, entram também nesta categoria os financiamentos.

Por que trocar a dívida?

A troca da dívida é vantajosa em razão dos juros, dizem os especialistas em finanças. O rotativo do cartão de crédito e o cheque especial têm os maiores juros do mercado.

No rotativo, é de cerca de 300% ao ano. No cheque especial, de 150% ao ano. Já o empréstimo consignado gira entre 1% a 3% ao mês. Ou seja, pouco menos de 43% ao ano com a taxa maior.

Controle financeiro

Mas se você optar por trocar a dívida cara por empréstimo consignado, saiba que é preciso ter bastante controle sobre o orçamento doméstico. Isso porque, não há como fugir do pagamento mensal do empréstimo consignado. As parcelas são descontadas automaticamente do seu salário, ou da aposentadoria ou da pensão. Isso significa que você receberá menor valor enquanto tiver de pagar o consignado.

Quem pode pegar o empréstimo consignado

Nem todo mundo tem acesso ao empréstimo consignado. Somente aposentados, pensionistas, servidores públicos federais, estaduais e municipais, trabalhadores com carteira assinada e militares das Forças Armadas.

A idade também pode ser um impeditivo. Só é concedido para quem tem entre 18 e 80 anos.

Por falar em idade, ela influencia no valor a ser liberado e no número de parcelas para a quitação. Aposentados e pensionistas do INSS, o prazo máximo é de 72 meses. Servidores públicos, em até 96 meses. Trabalhadores de carteira assinada, têm prazo máximo de 48 meses.

Valores do empréstimo consignado

Saiba que quanto mais avançada for a idade de quem está solicitando o empréstimo consignado, menor será o limite disponibilizado e o tempo para pagar.

E há outro porém: para qualquer pedido de consignado há limites de valores, que estão atrelados à sua renda.

De modo geral, o valor total de parcelas deve ser inferior a 30% do salário ou benefício do INSS (até 31 de dezembro de 2020, por estarmos vivendo em pandemia, é de até 35% e 5% pode ser comprometido no cartão de crédito consignado).

Algo bem importante é a quantidade de empréstimos que são liberados para cada benefício. Os aposentados e pensionistas do INSS podem contrair até 9 contratos em instituições diferentes ao mesmo tempo. Mas a soma das parcelas de todos os contratos não pode ser superior a 30% do que recebe.

É para trocar dívida mesmo!

Ao ter disponibilizado o valor que você solicitou de empréstimos consignado, quite imediatamente as dívidas que estão te sufocando financeiramente.

Se usar o dinheiro para outros fins, comprometerá mais ainda suas finanças domésticas e a bola de neve pode crescer de forma assustadora.

Isso porque, caso não quite o que deve no rotativo do cartão de crédito e não zere o cheque especial, você continuará pagando juros altíssimos e terá o salário menor, uma vez que pagará as parcelas do consignado.

Consulte grátis seu CPF e SCORE
Comece agora uma nova vida financeira